BEM-ESTAR

Fotos: Divulgação

IMG-20210721-WA0006.jpg

Psicólogo de Passos ensina como fazer horta suspensa em casa

Reportagem e edição: Keuly Vianney

n.noticiar@gmail.com

21/07/2021

whats-logo.png
IMG-20210721-WA0005.jpg

Que tal comer alimentos frescos cultivados em casa? Isso é possível com uma horta suspensa, que você pode aprender a fazer hoje de forma sustentável. Quem ensina é o psicólogo Dener Fraga Batista Leite, de Passos, no Sul de Minas, que alerta que a prática é uma ótima terapia para a saúde mental, principalmente durante a pandemia.

 

Ele desenvolve canteiros de hortaliças desde criança por uma tradição familiar e, como psicólogo, garante que a horta suspensa traz vários benefícios para crianças, jovens e adultos. O primeiro deles é oferecer alimentos frescos, saborosos e saudáveis plantados em casa.

“Montar e cultivar uma horta é um momento de desfocar de problemas e do estresse, além de florescer o sentimento de partilha com familiares e amigos”, diz Dener. “Também desperta o respeito às necessidades da vida/saúde, a responsabilidade, visão de processo, holística e sistêmica, ampliando nossa compreensão da vida, reduzindo o imediatismo e ainda atuando como psicoeducação para as crianças”, afirma.

 

Conforme ele, a horta suspensa tornou-se uma prática de cultivo muito versátil e pouco exigente, como você confere abaixo:

Montagem

Na montagem da estrutura, Dener costuma usar paletes, aqueles estrados de madeira descartados de vários tamanhos, fazendo três ou quatro bases para colocar os vasos de plantas. Depois, é só pregar na parede. Alguns modelos não dependem só da parede, utilizando cordas ou correntes presas no teto. É necessário um local que receba 3 horas de sol/dia.

wood-2679768_640.png
Vasos vazios

Vasos

O psicólogo coloca vasos de plástico com três pequenos furos para drenar a água. Caso queira economizar, opte por garrafas pet ou latas de metal. Depois, coloque terra vegetal com uma parte de adubo e recipientes estão prontos para plantar.

Mudas

Atenção na escolha do tipo de mudas de hortaliças, dando preferência para plantas pequenas, como, rúcula, cebolinha, salsinha, alecrim, hortelã, cominho, orégano, minipimenta e alface. Dener explica que o tempo de cultivo varia por espécie levando, em média, um mês e meio para dar brotos e folhas. Também dá para cultivar flores.

O psicólogo diz que já orientou várias pessoas e empresas a fazerem a horta suspensa, como a Unimed Sudoeste de Minas, em Passos, que realizou um trabalho com os colaboradores e já vem colhendo frutos.

 

“Comecei desenvolvendo canteiros  de hortaliças desde criança e mantive na vida adulta pela identificação com o tema. Na minha formação profissional, me identifiquei com propostas de promoção de saúde e  nas oficinas operativas pude realizar alguns projetos deste tipo”, conta Dener.

Um modelo de jardim suspenso com flores feito por Dener; eles  colorem o ambiente, deixando o local mais bonito

VEJA MAIS