CURIOSIDADES

Bandeira do Brasil

7 curiosidades sobre o 7 de setembro

Texto: Keuly Vianney

n.noticiar@gmail.com

07/09/2021

whats-logo.png

Neste 7 de setembro, os brasileiros comemoram o Dia da Independência do Brasil, que foi proclamado por Dom Pedro em 1822. Para lembrar esse momento histórico tão importante para o país, o Noticiar.net reuniu 7 curiosidades sobre a data. Confira abaixo:

Dia da semana

O feriado de 7 de setembro cai numa terça-feira em 2021, mas em 1822 a data se deu num sábado. Foi a partir deste dia que Dom Pedro (1789-1834) iniciou a trajetória de nação independente, depois de proclamar o grito de independência às margens do rio Ipiranga, onde hoje está o museu do Ipiranga, em São Paulo (SP). Ele estava em Santos e se dirigia para a capital paulista. Assim, o Brasil rompeu sua ligação com Portugal e o jovem Dom Pedro tornou-se o primeiro imperador do país.

Identidade

A partir da independência, os brasileiros passaram a ter sua identidade como nação, sendo a data um marco na memória coletiva do brasileiro. Alguns historiadores questionam o dia e se realmente houve o “Grito do Ipiranga”, mas o fato é que a data é considerada o início da fundação do país como nação soberana. Ao invés de ‘Independência ou Morte’, Dom Pedro teria dito: “Nada mais quero com o governo português e proclamo o Brasil, para sempre, separado de Portugal”.

Reconhecimento

O processo de independência não foi fácil e iniciou em 1821, mas em 1822 o sentimento separatista começou a ganhar mais força, principalmente por parte da elite que não aceitava mais a recolonização. Também não foi pacífico e Portugal só reconheceu autonomia brasileira em 1824, com intermediação da Inglaterra. Naquele ano, os primeiros a reconhecerem a independência brasileira foram os Estados Unidos. O Brasil organizou-se como monarquia e os jornais da época apenas citaram o ocorrido depois de 12 de outubro, dia em que Dom Pedro foi aclamado imperador constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil.

Dívida

Para se tornar independente, o Brasil pagou 2 milhões de libras esterlinas aos portugueses, dinheiro vindo de um empréstimo dos ingleses, pois o Brasil não tinha caixa. Assim, começava a dívida externa brasileira. As comemorações da independência com o povo brasileiro começaram após 1826.

Hino

Há uma controvérsia sobre o Hino da Independência, canção patriótica composta, como indicam fatos históricos, pelo próprio Dom Pedro na tarde do mesmo dia do Grito do Ipiranga. Entretanto, a letra da música de Evaristo da Veiga já estava escrita desde agosto de 1822. Os primeiros versos e o refrão dizem:

“Já podeis da pátria filhos, ver contente a Mãe Gentil! Já raiou a liberdade no horizonte do Brasil, já raiou a liberdade, já raiou a liberdade no horizonte do Brasil. Brava gente brasileira, longe vá, temor servil; ou ficar a pátria livre, ou morrer pelo Brasil. Ou ficar a pátria livre, ou morrer pelo Brasil”.

Obra de Américo

O pintor paraibano Pedro Américo (1843-1905) eternizou o 7 de setembro na tela “Independência ou Morte” em 1888 (foto ao lado). Também conhecido como “O Grito do Ipiranga”, a grande obra fica no Museu do Ipiranga, em São Paulo, medindo 4m de altura por 7,6m de comprimento. O artista é considerado um dos mais importantes acadêmicos do Brasil, tendo trabalhado na Europa. Popular nos livros de história, o quadro foi pintado na Itália num período de 3 anos com intensa pesquisa do artista, após encomenda do Império do Brasil.

pedro-americo.jpg

Reprodução

De Florença para SP

Primeiramente, a obra de Pedro Américo foi exposta na Academia de Belas Artes de Florença e somente três meses depois chegou ao Brasil. A primeira exibição pública ocorreu em 7 de setembro de 1895, na inauguração do Museu Paulista. Dessa forma, a obra de Pedro Américo ficou reconhecida pela construção de identidade nacional por meio da arte.

VEJA MAIS