ESPECIAIS

100 Anos

DO PRÉDIO DO PALÁCIO DA CULTURA

O prédio que abriga o Palácio da Cultura de Passos completa 100 anos neste setembro de 2019. O espaço tem sua relevância histórica na cidade e, mais recentemente, concentra as decisões e práticas culturais desenvolvidas no município. Nesta produção multimídia, veja informações sobre esta centenária construção neoclássica no centro da cidade.

Reportagem e produção: Keuly Vianney

Fotos: Aluísio de Souza

Web Design: Hanna Teixeira

21/09/2019

Em 7 de setembro de 1919, o prédio é inaugurado e funciona como Paço Municipal, Câmara e o Fórum Dr Wellington Brandão. De arquitetura neoclássica, a construção marca uma época de desenvolvimento econômico e urbano vivido por Passos no início do século 20. No hall de entrada, fica a Galeria de Fotos dos Prefeitos que governaram a cidade desde 1892.

 

No mesmo local de construção do Fórum, onde ficava a delegacia antiga, aconteceu em 26 de setembro de 1909 um dos episódios mais marcantes na história política da cidade. “A matança do Fórum”, que completa 110 anos, envolveu o governo estadual, coronéis e jagunços. O episódio inspirou o romance “O Chapadão do Bugre”, lançado por Mário Palmério em 1965, e minissérie da TV Bandeirantes em 1988, gravada na cidade.

 

Como sede do Fórum, o prédio abrigou Varas de Justiça, Promotoria e cartórios. No salão do piso superior, eram realizadas audiências. O prédio, no entanto, ficou pequeno para as demandas judiciais e em 2004, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais oficializa a construção de nova sede, inaugurada em abril de 2006 na Avenida Arlindo Figueiredo. Hoje, o salão é usado como Sala de Exposições e de eventos culturais.  

 

Em 2005, o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Passos e a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer solicitam doação do imóvel ao município. O Estado autoriza que o Fórum abrigue o Palácio da Cultura em 2008. Com a criação da Secretaria Municipal de Cultura e Patrimônio Histórico em 2018, o prédio torna-se a definitiva sede da cultura passense, com acervo de obras de vários artistas, como telas e fotos.

 

Já em agosto de 2019, membros do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural, que realizam reuniões no prédio, oficializam o tombamento provisório da construção histórica, por meio do Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG). Assim, o Palácio da Cultura se junta a outros 12 bens tombados em Passos. 

 

VEJA MAIS

Estimular atividades cerebrais é uma forma de manter a mente sempre ativa e prevenir doenças

VEJA MAIS

No Mapa Virtual, veja estimativa populacional do IBGE no Sudoeste Mineiro

VEJA MAIS

Come on baby!

Confira reportagem especial sobre o Dia Mundial do Rock, a ser comemorado em Passos

VEJA MAIS

Siga-nos!

facebook-logo-button.png
instagram.png

2019-2020  © Copyright Noticiar.net