TURISMO

TRICENTENÁRIO

Comece a festejar 300 anos de Minas

Reportagem e edição: Keuly Vianney

WebDesign: Hanna Teixeira

11/11/2020

Minas Gerais completa 300 anos em 2020 sendo considerado um dos Estados mais ricos em história, cultura, gastronomia e turismo do Brasil. Por seus vários territórios, é possível encontrar uma grande variedade de atrações, que se iniciam com as cidades históricas na região de Ouro Preto às belas montanhas e cachoeiras, sem esquecer da culinária com o famoso feijão tropeiro, pão de queijo e o premiado queijo Canastra, reconhecido como um dos melhores do mundo.

Belo Horizonte, Ouro Preto, Tiradentes, Parque Nacional da Serra da Canastra, Capitólio, Mariana, São João Del Rei e Instituto Inhotim são apenas algumas das localidades mineiras que oferecem grandes passeios, atraindo visitantes do mundo inteiro. O Estado possui estimativa de 21,2 milhões de habitantes, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e 853 municípios, o maior em todo país. 

Apesar de não possuir mar, tem grande reserva de água doce em seus rios. Uma das maiores riquezas de Minas, no entanto, está em sua gente acolhedora e “boa de prosa”.  O Noticiar.net quer saber qual sua opinião sobre qual cidade mais representa Minas Gerais. Acesse nossos canais no Instagram e no Facebook para nos contar qual é esse local.

 O desmembramento das capitanias de São Paulo e Minas Gerais ocorreu somente depois de 200 anos do descobrimento do Brasil, em 1720, pelo Conselho Ultramarino de Dom João V, rei de Portugal. Esta decisão marcou o início da existência administrativa do Estado em 2 de dezembro daquele ano, sendo comemorado em 2020 este importante fato para todos os mineiros.

Vista do Rio Grande, considerado o Mar de Minas,, que tem sido atrativo turístico do Sul de Minas / Foto: Keuly Vianney

Entretanto, as comemorações já começaram, com várias ações virtuais alusivas à data. Uma das mais importantes é a plataforma Minas 300 Anos (acesse na imagem ao lado), lançada neste mês pelo governo estadual, reunindo informações sobre a programação do tricentenário.

O lançamento ocorreu em Ouro preto, município que já chamou Vila Rica e simboliza parte da história e do patrimônio mineiros. O conteúdo possui exposições virtuais contando as principais fases de desenvolvimento mineiro, desde sua emancipação, como o povoamento, a exploração de ouros e diamantes, a Inconfidência Mineira e a riqueza do barroco mineiro.

Além de todo esse material, a plataforma disponibiliza obras para download gratuito, como um Livro para Colorir e Caderno de Atividades, para estimular práticas educativas e contemplativas pela população, principalmente estudantes e professores.

Colaborativo

O site é colaborativo e será alimentado gradualmente. No ambiente virtual, já estão disponíveis agenda de eventos, com atrações virtuais e presenciais; galeria de fotos e vídeos; notícias e artigos; além de uma seção que reúne atividades de instituições parceiras do governo, em celebração ao aniversário. 

O site Minas 300 anos também prepara série especial de vídeos com depoimentos de autoridades, personalidades de diferentes Estados e países, parabenizando Minas Gerais pela data. Cada uma das peças conta com curiosidades, fatos marcantes e a relação de cada um dos entrevistados com o Estado. 

A série, produzida pela Rede Minas, será exibida pela emissora e ficará disponível no site. As instituições interessadas em compartilhar conteúdos relacionados à data podem entrar em contato pelo email

Literatura mineira

O Ministério Público de Minas Gerais também está comemorando os 300 anos do Estado com um projeto literário. Desde julho, a história mineira vem sendo contada por meio da literatura, divulgando os grandes escritores mineiros. A instituição usa as redes sociais (Twiter, Instagram e Facebook) para contar um pouco da vida, obra e do pensamento dos autores nascidos em Minas ou que têm alguma ligação com o Estado.

Entre os escritores homenageados na comemoração estão Chico Lins, Guimarães Rosa, Conceição Evaristo, Madu Costa, Lúcia Machado de Almeida, Ricardo Aleixo, Henriqueta Lisboa, Henrique de Souza Filho (Henfil), Adélia Prado, Marcelo Xavier, Carolina Maria de Jesus, Adão Ventura e Carlos Drummond de Andrade.   

Ainda na comemoração, um livro de cada autor é sorteado para o seguidores do MPMG nessas redes sociais. Este projeto é uma extensão do Trocando Letras, que já realiza a troca de livros entre integrantes do Ministério Público.

VEJA MAIS

Siga-nos!

facebook-logo-button.png
instagram.png

2019-2021  © Copyright Noticiar.net