ESPECIAIS

Captura de Tela (73).png

Reprodução 

Passos ganha Núcleo do

Grupo Mulheres do Brasil

Reportagem e edição: Keuly Vianney

WebDesign: Hanna Teixeira

28/11/2020

whats.png

Elas são independentes, suprapartidárias, empoderadas e lutam pelo protagonismo feminino. Este é o perfil do Grupo Mulheres do Brasil, que desde setembro ganhou um Núcleo em Passos, no Sul de Minas, para engrossar a luta pelos direitos das mulheres, que hoje são 51,8% da população brasileira, de acordo com dados da PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) 2019, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mas ainda sofre com preconceito social.

 

A líder regional e fundadora do Núcleo em Passos, a advogada Elaine Maia Nascimento, informou que Passos terá abrangência regional em oito cidades: São Sebastião do Paraíso, Itaú de Minas, São João Batista do Glória, Capitólio, Piumhi, Carmo do Rio Claro, São José da Barra e Guapé.

“Somos o maior movimento suprapartidário independente do Brasil, não estamos ligadas a qualquer partido e trabalhamos fortemente o protagonismo feminino. Não temos nada contra os homens, mas tudo a favor das mulheres”, diz a líder Elaine, que também é presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Passos.

 

Criado em 2013, o Grupo Mulheres do Brasil tem como uma de suas fundadoras e atual presidente a empresária Luiza Helena Trajano. Hoje, são mais de 72 mil mulheres unidas em prol da causa no Brasil e no exterior, com atuação nos Estados Unidos, Europa e Ásia. Elas já contam até com estatuto. Veja vídeo ao lado no qual Elaine explica sobre as atividades e prioridades da associação, bem como as áreas de atuação.

mulheres.jpg

Elaine Maia (centro) com as quatro co-líderes que vão atuar na região de Passos / Foto: Divulgação

No Brasil, já são mais de 100 núcleos e no Sul de Minas, há somente outro núcleo em São Lourenço. Em Passos, a advogada Elaine trabalha com mais quatro co-líderes, Marinila Machado, Luciana Rocha, Valeria Regina Salvador e Márcia Cristina Oliveira.

 

A ideia é abordar vários temas que envolvem os interesses femininos em caráter municipal e regional, sempre visando melhoria da qualidade de vida da mulher. “Em Passos, detectamos grupos e movimentos sociais já trabalhando com o combate à violência contra as mulheres, como também identificamos movimentação para as questões do empreendedorismo, da mulher no mundo digital, da educação e cultura”, explica Elaine.

Nas eleições municipais em novembro, o grupo passense fez uma série de posts nas redes sociais informando sobre as candidatas ao legislativo e executivo das cidades da região. Além disso, também lembrou das personagens à frente de causas do interesse feminino, como no Dia da Consciência Negra.

 

Reuniões abertas

Outra ação direta do grupo, iniciada em novembro, são as reuniões abertas. Em Passos, a primeira ocorreu dia 24 de novembro, com a participação de 19 mulheres. Por causa da pandemia, foi realizada online.

 

“Para nós, foi um número muito bom, pois a divulgação foi só dois dias e para contatos pessoais. Nossa expectativa é de que este número cresça cada vez mais com a maior divulgação do grupo”, afirma Elaine. “As reuniões são abertas a todas as mulheres e basicamente duas por mês com 45 a 60 minutos de duração. Uma é a “Portas Abertas”, na qual apresentaremos o Grupo para quem não conhece, e a outra se chama “Reunião Geral”, onde apresentaremos ações que já estão acontecendo na cidade, no Brasil e no mundo”.

SERVIÇO

Grupo Mulheres do Brasil – Núcleo Passos (MG). Para mais informações, inscreva-se no site. Facebook: grupomulheresdobrasilpassos / Instagram: @grupomulheresdobrasilpassosmg. Próxima reunião está agendada para dia 15 de dezembro. 

VEJA MAIS