ESPECIAIS

lobo.jpg

Reportagem e edição: Keuly Vianney  |  WebDesign: Hanna Teixeira  |  08/09/2020

Do Cerrado para a nota de R$ 200

whats.png

O lobo-guará, um dos ícones do Parque Nacional da Serra da Canastra, no Sul de Minas, estampa a nota de R$ 200, lançada em 2 de setembro pelo Banco Central. A decisão foi polemizada, mas vale a pena saber um pouco mais sobre este lindo canídeo solitário que vive nas matas da região e corre risco de extinção.

Num primeiro momento, as cédulas já foram distribuídas nas capitais do país e, depois, serão direcionadas para as cidades do interior a partir das representações bancárias do Banco Central.

De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), ligado ao Ministério do Meio Ambiente, o lobo-guará é encontrado no Brasil principalmente no bioma do Cerrado, onde desfila com sua belíssima pelagem marrom-avermelhada. A espécie também habita outros países, como Argentina, Uruguai, Bolívia e Peru.

Confira abaixo mais informações, curiosidades, o estilo de vida do lobo-guará e sua relação com a nota de R$ 200.

Terceiro lugar

Estampar a nota de R$ 200 foi uma escolha da população brasileira numa pesquisa realizada em 2001, no então governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. O levantamento perguntou às pessoas quais animais da fauna tupiniquim deveriam ilustrar as novas notas do Real. O lobo-guará ficou em terceiro lugar, perdendo apenas para a tartaruga-marinha, lançada em 2001, e o mico-leão-dourado, que começou a circular no ano seguinte.

A cédula

No entanto, o lobinho teve que esperar 18 anos, porque depois dos R$ 20, o Banco Central interrompeu lançamento de cédulas com novas numerações. O governo resgatou o resultado da pesquisa agora em 2020, pois a pandemia do novo coronavírus aumentou a demanda da população por papel-moeda, forçando a criação da nova nota por questões econômicas. A cédula também traz outros elementos ligados ao Cerrado e ao lobo-guará, como as flores e frutos da lobeira, vegetação que aparece na ambientação da cédula e é um dos alimentos do lobo.

cedula.jpg

Reprodução

Os ramos da lobeira e o corpo do animal representam parte dos elementos de segurança da nota de R$ 200, sendo possível sentir o alto-relevo nesses pontos da cédula. Além disso, é possível ver a marca d’água do lobo-guará contra a luz. Identifique essas informações na foto ao lado.

lobo1.jpg

Características

Típico do Cerrado brasileiro, o lobo-guará é considerado o maior canídeo da América do Sul e pertence à família dos cães, lobos e raposas. Sua pelagem avermelhada, cauda curta e suas longas pernas escuras são suas principais características físicas, fazendo dele um animal único dessa região. Em tupi-guarani, guará significa vermelho. Ele vive em torno das flores e dos frutos da lobeira, pois a fruta preserva seus rins contra os vermes e, em contrapartida, o lobo espalha as sementes da lobeira pelo Cerrado. Gosta de campos abertos e vegetação pouco densa e costuma atacar galinheiros durante a noite, sendo até morto em suas caçadas. 

Ameaças

Infelizmente, o lobo-guará é uma espécie que beira a extinção por conta da perda de seu habitat devido à expansão agrícola e interferência humana, como o desmatamento de áreas verdes. Nas últimas duas décadas, especialistas calculam que a população do animal diminuiu em 1/3, sendo que a estimativa atual é de cerca de 24 mil de lobos-guarás em solo brasileiro, o que corresponde a 80% da população mundial. Pesquisadores do ICMBio vem desenvolvendo ações para conservação da espécie, como o Programa de Conservação do Lobo-Guará, implantado em 2004 para levantar dados sobre saúde, comportamento, hábitos, dietas e outras informações importantes que levem à preservação de um dos maiores patrimônios do Cerrado.

Memes

Apesar de sua cor avermelhada, a cédula estampada pelo lobo é cinza, com detalhes em sépia, o que acabou gerando descontentamento e algumas brincadeiras, principalmente na internet, que estava ansiosa pelo lançamento da nota. Vários memes e críticas surgiram nos últimos dias de que a nota está "apagadinha" e de que o desenho do lobo-guará deveria ser mais atrativo.

Os mais populares são a inclusão de artistas, o presidente Jair Bolsonaro e há quem elegeu o vira-lata caramelo como novo mascote, que apareceu no vídeo institucional do Banco Central devido à repercussão.  

memes.jpg

Reprodução

Cronologia

Os animais da fauna brasileira estão presentes nas cédulas desde o lançamento do Plano Real, em 1994. Veja abaixo a cronologia de lançamento e quais animais já estamparam as cédulas do real. No site do Banco Central você tem várias informações sobre a produção do dinheiro que circula no país. 

Blue and Black Timeline Presentation.png

VEJA MAIS