ESPECIAIS

Reportagem e edição: Keuly Vianney  |  WebDesign: Hanna Teixeira  |  08/09/2020

Do Cerrado para a nota de R$ 200

O lobo-guará, um dos ícones do Parque Nacional da Serra da Canastra, no Sul de Minas, estampa a nota de R$ 200, lançada em 2 de setembro pelo Banco Central. A decisão foi polemizada, mas vale a pena saber um pouco mais sobre este lindo canídeo solitário que vive nas matas da região e corre risco de extinção.

Num primeiro momento, as cédulas já foram distribuídas nas capitais do país e, depois, serão direcionadas para as cidades do interior a partir das representações bancárias do Banco Central.

De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), ligado ao Ministério do Meio Ambiente, o lobo-guará é encontrado no Brasil principalmente no bioma do Cerrado, onde desfila com sua belíssima pelagem marrom-avermelhada. A espécie também habita outros países, como Argentina, Uruguai, Bolívia e Peru.

Confira abaixo mais informações, curiosidades, o estilo de vida do lobo-guará e sua relação com a nota de R$ 200.

Terceiro lugar

Estampar a nota de R$ 200 foi uma escolha da população brasileira numa pesquisa realizada em 2001, no então governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. O levantamento perguntou às pessoas quais animais da fauna tupiniquim deveriam ilustrar as novas notas do Real. O lobo-guará ficou em terceiro lugar, perdendo apenas para a tartaruga-marinha, lançada em 2001, e o mico-leão-dourado, que começou a circular no ano seguinte.

A cédula

No entanto, o lobinho teve que esperar 18 anos, porque depois dos R$ 20, o Banco Central interrompeu lançamento de cédulas com novas numerações. O governo resgatou o resultado da pesquisa agora em 2020, pois a pandemia do novo coronavírus aumentou a demanda da população por papel-moeda, forçando a criação da nova nota por questões econômicas. A cédula também traz outros elementos ligados ao Cerrado e ao lobo-guará, como as flores e frutos da lobeira, vegetação que aparece na ambientação da cédula e é um dos alimentos do lobo.

Reprodução

Os ramos da lobeira e o corpo do animal representam parte dos elementos de segurança da nota de R$ 200, sendo possível sentir o alto-relevo nesses pontos da cédula. Além disso, é possível ver a marca d’água do lobo-guará contra a luz. Identifique essas informações na foto ao lado.

Características

Típico do Cerrado brasileiro, o lobo-guará é considerado o maior canídeo da América do Sul e pertence à família dos cães, lobos e raposas. Sua pelagem avermelhada, cauda curta e suas longas pernas escuras são suas principais características físicas, fazendo dele um animal único dessa região. Em tupi-guarani, guará significa vermelho. Ele vive em torno das flores e dos frutos da lobeira, pois a fruta preserva seus rins contra os vermes e, em contrapartida, o lobo espalha as sementes da lobeira pelo Cerrado. Gosta de campos abertos e vegetação pouco densa e costuma atacar galinheiros durante a noite, sendo até morto em suas caçadas. 

Ameaças

Infelizmente, o lobo-guará é uma espécie que beira a extinção por conta da perda de seu habitat devido à expansão agrícola e interferência humana, como o desmatamento de áreas verdes. Nas últimas duas décadas, especialistas calculam que a população do animal diminuiu em 1/3, sendo que a estimativa atual é de cerca de 24 mil de lobos-guarás em solo brasileiro, o que corresponde a 80% da população mundial. Pesquisadores do ICMBio vem desenvolvendo ações para conservação da espécie, como o Programa de Conservação do Lobo-Guará, implantado em 2004 para levantar dados sobre saúde, comportamento, hábitos, dietas e outras informações importantes que levem à preservação de um dos maiores patrimônios do Cerrado.

Memes

Apesar de sua cor avermelhada, a cédula estampada pelo lobo é cinza, com detalhes em sépia, o que acabou gerando descontentamento e algumas brincadeiras, principalmente na internet, que estava ansiosa pelo lançamento da nota. Vários memes e críticas surgiram nos últimos dias de que a nota está "apagadinha" e de que o desenho do lobo-guará deveria ser mais atrativo.

Os mais populares são a inclusão de artistas, o presidente Jair Bolsonaro e há quem elegeu o vira-lata caramelo como novo mascote, que apareceu no vídeo institucional do Banco Central devido à repercussão.  

Reprodução

Cronologia

Os animais da fauna brasileira estão presentes nas cédulas desde o lançamento do Plano Real, em 1994. Veja abaixo a cronologia de lançamento e quais animais já estamparam as cédulas do real. No site do Banco Central você tem várias informações sobre a produção do dinheiro que circula no país. 

Blue and Black Timeline Presentation.png

VEJA MAIS

Lockdown Inteligente

No lockdown inteligente, passense conta como está flexibilização na Holanda

VEJA MAIS

Pandemia em NY

Direto de NY, passense relata como vida mudou com o

novo coronavírus

VEJA MAIS

Mosaico picassiette

Especialista é uma das únicas artistas na região a desenvolver técnica

VEJA MAIS

Siga-nos!

facebook-logo-button.png
instagram.png

2019-2020  © Copyright Noticiar.net