Biscuit: arte da

porcelana fria

Reportagem e fotos: Keuly Vianney

WebDesign: Hanna Teixeira

27/02/2020 

O biscuit é um tipo de arte muito popular. Mas, é preciso técnica para modelar as delicadas peças trabalhadas na massa que é um tipo de porcelana fria, mas resistente. Em Passos, poucas artesãs produzem em biscuit, mas elas mantêm boa produção para venda e participação em eventos e feiras que valorizam essa expressão artística manual e muito artesanal.

A artesã Raquel Pereira de Paula Oliveira é uma das poucas que trabalha com biscuit em Passos. Há mais de 10 anos, ela descobriu a arte, especializando-se na produção de peças de vários temas e tamanhos, imprimindo um estilo próprio em suas produções.

“O biscuit nada mais é que uma porcelana fria que você modela artisticamente como quiser. É uma arte muito artesanal, feita totalmente à mão, da modelagem à pintura final”, explica a artesã.

 

No início, fazia sua própria massa de biscuit. Hoje, ela tem seu próprio ateliê, onde faz toda sua produção e ainda dá aulas para aprendizes do biscuit. “É uma arte para todos os públicos e que cabe em todos os ambientes, sendo peça de decoração em escritórios, na cozinha, consultórios e também em eventos”, garante Raquel.

Ela se especializou na produção de biscuits colecionáveis, como os bonequinhos e topinhos de vários tamanhos, e peças utilitárias para cozinha (veja Galeria abaixo; clique na foto para ler a legenda).

 

Raquel tem uma boa produção dos biscuits, pois hoje utiliza massa pré-fabricada, o que agiliza o tempo e o trabalho. Em média, as peças demoram de três dias a uma semana para ficarem prontas, pois o biscuit depende dos fatores clima, tamanho e acabamento. A pintura final mostra todo talento da artista com o biscuit.

Artesã Raquel com suas peças em biscuit, incluindo uma grande Minie de 30cm de altura

“As peças maiores demoram mais tempo para secar, mas os detalhes do acabamento também interferem na finalização”, conta Raquel. “O biscuit é uma arte muito manual. Dá trabalho para fazer, mas faço com carinho. Me identifiquei com o biscuit, mas falta valorização, porque muitas pessoas não entendem que é arte”, completa.

 

Para chegar nesse nível de conhecimento do biscuit, Raquel já fez vários cursos em São Paulo e Minas Gerais. Hoje, é convidada para participar de grandes eventos e feiras de artesanato, onde mostra e vende sua arte para pessoas de várias partes do país.

Biscuit e cabaça

Outra artesã em Passos que trabalha com biscuit é Vânia Lúcia Crispim. Nos últimos anos, ela se especializou na produção de imagens de santos e ficou famosa nas feiras de artesanato com seus biscuits de Santa Rita de Cássia, Nossa Senhora Aparecida e São Francisco de Assis, só para citar algumas criações da artista.

 

Depois de enfrentar um período difícil de estresse, ela encontrou na arte um novo rumo na vida ao começar a produzir o biscuit há 12 anos. Nos estudos iniciais da técnica artesanal, produzia a própria massa, mas atualmente já compra a pré-fabricada.

Até a peça ficar pronta, demora de três dias a uma semana. “O biscuit tem o processo de secar a massa, que demanda tempo. Mas a modelagem é toda manual e artesanal, assim como a finalização para pintar as características de cada peça, como olhos e sobrancelha, e outros detalhes”, explica.

 

No começo, ela fazia peças utilitárias e de decoração, mas há 4 anos especializou-se na produção das imagens em biscuit. Os primeiros santos a serem modelados foram Santa Rita de Cássia, Santa Terezinha, Nossa Senhora Aparecida e São Francisco de Assis, os quais ainda hoje são os mais vendidos (veja Galeria abaixo; clique na foto para ler a legenda).

“São Francisco de Assis é o campeão de vendas. As pessoas são muito devotas dele, mas já fiz outros santos para atender encomendas, como a Santa Dulce dos Pobres e o Padre Vitor”, conta.

 

Ao evoluir no trabalho, Vânia juntou ao biscuit uma matéria-prima natural, a cabaça, elaborando peças originais e coloridas de variadas temáticas. “A cabaça foi novidade na minha produção artística. O nosso artesanato é muito valorizado, principalmente pelos turistas. A arte deu um novo sentido à minha vida, foi um remédio”, afirma Vânia, que ministra aulas de biscuit voluntariamente na Cantina Dona Bernadete, em Passos.

VAI LÁ:

Raquel D’ Paula Ateliê, em Passos (MG). Rua Sardinha, 83, bairro Vila Rica. Funciona de segunda à sexta-feira, das 9h às 18h. Oferece cursos, aceita encomenda e tem pronta-entrega de produtos. Telefone: (35) 3526-9172 / Whatsapp: (35) 98441-6198. Facebook: Raquel D’Paula  / Instagram: @raquel_dpaula

 

Vip Artesanato: artesã Vãnia Crispim, em Passos (MG). Avenida dos Expedicionários, 1245, centro. Tem pronta-entrega e aceita encomenda de peças. Whatsapp: (35) 99164-4270. Facebook: Vip Artesanato em Biscuit / Instagram: @vanialuciacrispim

ANUNCIO

2019-2020  © Copyright Noticiar.net