2019  © Copyright Noticiar.net

 

A REDESCOBERTA DOS

BOLOS CASEIROS

Reportagem e edição: Keuly Vianney    |   Arte: Hanna Teixeira   |  30/10/2019

Os bolos caseiros foram redescobertos por quem aprecia aquele sabor da infância, que lembra a casa da mamãe ou da vovó. Apesar da receita simples, esse tipo de bolo alcançou um status que compete igualmente com os mais sofisticados. Em Passos, boleiras têm se destacado na produção da iguaria, atraindo um público fiel e consumidor de bolos como os de fubá, laranja, limão e chocolate.

"A Dona do Pedaço", novela da TV Globo com a protagonista Maria da Paz e dona da fábrica Bolos da Paz, personagem da atriz Juliana Paes, incentivou o resgate pelos caseiros nos últimos meses. A ficção já está em fase final, mas definitivamente deixou para história o bordão: “olha os bolos da Paz”.

RECEITA SIMPLES

A receita clássica do bolo caseiro é simples: na maioria das vezes, leva farinha, ovos, açúcar, fermento, leite ou suco de frutas. É assado na tradicional forma redonda com um furo no meio, uma de suas principais características. Nos dias atuais, ganhou versão mais moderna, polvilhados com açúcar de confeiteiro, especiarias ou recebem, no máximo, uma calda com frutas ou chocolate feita pelas próprias boleiras. O grande segredo, elas dizem, está no amor como o bolo é feito.

Fernanda resgatou receitas da avó e da mãe e hoje produz mais de 20 tipos de bolos caseiros

Quem resgatou as receitas de família e hoje se tornou uma boleira de mão cheia é a passense Fernanda Avelar Ferreira. O despertar para a produção dos caseiros foi em 2017, depois de retornar de Goiânia para Passos com o marido.

“Em Goiânia, comprava tudo pronto e industrializado. Comecei a sentir falta da comida caseira, porque minha família sempre reunia em volta da mesa. Comecei a fazer bolos para nosso consumo e quando retornei a Passos, percebi que não tinha bolos caseiros para vender”, conta Fernanda.

 

Ao decidir trabalhar com bolos, resgatou três receitas da avó materna, da mãe e de uma amiga que já estava no mercado. Começou vendendo bolos de chocolate, cenoura e mesclado e, dois anos depois, tem seu próprio espaço, o Bolos da Fer, e já produz  mais de 20 sabores diferentes.

Lá, ela fabrica diariamente outros doces, como pudim e bolachinhas, mas garante que os bolos caseiros são o carro-chefe (confira na Galeria abaixo os mais pedidos; clique na foto para ler a legenda).

Para ela, quanto mais o bolo estiver próximo do natural, melhor. Com a novela global, buscou receitas antigas, como no caso do toalha felpuda, e outras novas para atender a crescente demanda. Também descolou a receita do bolo mágico, um dos destaques na novela da Globo.

“Com a novela, a procura pelos bolos caseiros dobrou. As pessoas se identificam, pois querem resgatar o paladar da casa da mãe e da avó. Sempre mantenho a tradição e a raiz do bolo caseiro e as pessoas sabem reconhecer quem realmente faz bem feito”, diz Fernanda. “O segredo é fazer com muito amor e usar produtos de qualidade”.

Além das boas receitas, Fernanda sempre se preocupa com a qualidade dos ingredientes. Ela mesma compra os produtos, faz as próprias geléias e usa chocolate importado.

“Sempre me preocupei em não deixar perder as receitas de família. Acho que era um dom que estava guardado comigo e aflorou com a produção dos bolos. Já participei de eventos que chamaram meus bolos de “bolos da Paz”, conta.

DEGUSTE

mantendo o bolo sempre molhadinho e sem deixá-lo muito doce. Toda essa combinação deixa o bolo pra lá de gostoso.

Na Bolos da Fer, comemos o bolo mais pedido: chocolate com calda e morangos. O bolo tem ótima textura, é fofo e com medidas proporcionais dos ingredientes, como nas receitas de vó. A calda é generosa e no ponto,

Boleiras Andréia (esq.) e Dayane com os bolos caseiros; elas têm cerca de 30 opções de bolos

Vó Coruja

As boleiras Andréia Silva Neiva Pereira e Dayane Borges de Brito são sócias na confeitaria Vó Coruja e também são experts na produção de bolos caseiros. Todos os dias, elas fabricam artesanalmente doces, pães e bolos confeitados, mas garantem que os caseiros estão entre os mais vendidos.

Elas estão juntas desde 2018 e, hoje, disponibilizam cerca de 30 sabores diferentes de bolos caseiros, demanda que foi crescendo com o aumento dos pedidos (veja na Galeria abaixo os campeões de venda; clique na foto para ler a legenda).

“Sempre tivemos uma clientela de bolos caseiros. Hoje, as pessoas procuram esse tipo de bolo porque remete às receitas de família”, avalia Andréia. “Sentimos que elas buscam simplicidade, voltando às suas raízes e lembrando o gosto da infância”, completa Dayane.  

Neste ano, elas finalizam a faculdade de gastronomia, mas há muito tempo já põem a mão na massa com receitas resgatadas das avós para fabricar os bolos caseiros. Andréia, por exemplo, é boleira há mais de 20 anos. “Nossas receitas são originais de nossas avós, mas fizemos algumas criações e adaptações com as receitas, como o bolo fit, as caldas e as geléias, que nós mesmos produzimos”, contam.

Para sair um pouco da forma tradicional, as sócias investiram em recipientes diferentes e detalhados, que dão um charme todo especial ao bolo caseiro, além dos tamanhos mini (300g) e grande (1kg). “Percebemos que as pessoas gostam muito do visual do bolo. Hoje, se come com os olhos primeiro”, dizem.

Como artistas, as duas boleiras ainda dão finalização autoral às suas obras, como uma delicada rosa de damasco, mas sem descaracterizar a simplicidade do bolo caseiro. 

Outro diferencial que elas destacam na fabricação dos seus bolos caseiros, é a escolha de bons ingredientes, o que garante o sabor daquele bolinho feito em casa.

“O bolo caseiro veio para ficar, porque são mais saudáveis. Nossa produção é diária, feita com muito amor e com ingredientes frescos. Hoje, atendemos pessoas que fazem comemorações, como café da tarde, reunião de amigos, chá de bebê e outros eventos, e encomendam vários sabores de bolos caseiros ao invés de um grande bolo confeitado. Percebemos que elas querem algo pronto que resgate a lembrança da infância, mas com qualidade”, finalizam.

DEGUSTE

Da Vó Coruja, experimentamos o tradicional bolo de laranja. A massa é muito fofa, como aquelas receitas feitas em casa. A calda de laranja mais encorpada em cima do bolo é uma boa surpresa ao paladar e o

deixa sempre molhadinho. A finalização com raspas de laranja é linda e dá o toque autoral das boleiras. 

SERVIÇO

Bolos da Fer. Rua Eng. Daude Jabur, 69, Passos (MG). Funciona de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h30 e nos sábados, das 9h às 12h. Trabalha com pronta-entrega e encomenda. Whatsapp: (35) 99733-8416. Facebook: Bolos da Fer / Instagram: @bolos_dafer

Vó Coruja. Avenida das Nações, 609, bairro Vila Rica. Passos (MG). Atende por encomendas, das 8h às 18h, de segunda à sexta-feira. Whatsapp: (35) 99176-7281. Facebook: vocorujabolos / Instagram: @vocorujabolos