2019  © Copyright Noticiar.net

Reportagem e edição: Keuly Vianney

Fotos: Aluísio de Souza

05/05/2019

Andando pelas ruas de Passos (MG), é fácil se deparar com residências que chamam atenção pela beleza neoclássica de suas fachadas. São casas centenárias construídas no início do século 20 e que ainda mantêm as características de uma época e estilo de vida, além de serem testemunhas da história.

Outros imóveis estão prestes a completar 10 décadas de existência: na área central, encontram-se casas centenárias erguidas em 1903, 1908, 1915, 1920 e 1921.  Esses casarões antigos contrastam com os imóveis mais atuais, porém se destacam pela sua arquitetura ainda preservada. 

A maioria das casas centenárias concentra-se no centro da cidade, provando sua idade com inscrições do ano de sua construção no alto das fachadas – um detalhe que passa despercebido para os menos curiosos.

É ainda mais intrigante que muitas desses casarões estão de pé e habitáveis, apesar de terem mais de 100 anos. As famílias e moradores preservaram a fachada intacta e em bom estado de conservação.

Uma forma de preservação da história e da vida na cidade numa fase em que as moradias dos mais abastados possuíam muitas janelas altas e detalhes bem ornamentados em estilo eclético e clássicos.

Para o membro do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Passos, o arquiteto Renato Piantino Padua, é de grande importância manter as casas centenárias porque elas são raros representantes de determinada época da cidade. Confira ao lado podcast do membro do Conselho sobre o assunto.

 

Apesar da relevância histórica dessas casas, não há, entretanto, algum órgão oficial que ofereça informações sobre o número delas na cidade.  Abaixo, mais algumas casas com fachadas ornamentadas das primeiras décadas do século 20 em Passos, mas que não possuem inscrição da data de construção. 

Momentos

Artistas Locais

Confira a coleção Outono/Inverno 2019

da Limiar

No aniversário da cidade, obras revelam uma Passos sob

o olhar dos artistas