GALERIA

SAÚDE

Cuidados com a pele

6 medidas de proteção contra carcinoma basocelular

Texto: Keuly Vianney

10/03/2021

whats.png

Muitas pessoas ficaram surpresas ontem com a notícia de que a apresentadora Marília Gabriela precisou fazer uma cirurgia no nariz para retirar um carcinoma basocelular. A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) alerta que este é um dos tipos mais comuns de câncer de pele, sendo possível tratar sem muitas complicações quando diagnosticado logo no início.

 

Confira na Galeria abaixo 6 ações preventivas e de proteção da SBD para evitar doenças na pele (clique nas fotos para ler a legenda).

De acordo com a SBD, o carcinoma basocelular tem letalidade baixa, mas apresenta incidência alta. O câncer de pele corresponde a 33% de todos diagnósticos da doença no Brasil, conforme levantamento do Instituto Nacional do Câncer (Inca) com registro cerca de 185 mil casos novos/ano.

 

Esse tipo de câncer é provocado pelo crescimento anormal e descontrolado de células que compõem a pele. Pintas, eczemas e lesões que não cicatrizam devem merecer atenção, conforme orientações da SBD. Caso observe qualquer anormalidade, é indicado procurar um médico especialista o mais rápido possível para exame clínico mais detalhado e, se necessário, fazer exames.

Conforme o SBD, o carcinoma basocelular é o mais prevalente dentre todos os tipos de câncer de pele, surgindo nas células basais encontradas na camada mais profunda da epiderme, a camada superior da pele. Por ser de baixa letalidade, pode ser curado se for detectado precocemente.

 

Esse tipo de mal costuma aparecer em regiões expostas ao sol frequentemente, como rosto, orelhas, pescoço, couro cabeludo, ombros e costas. Por outro lado, podem se assemelhar a lesões não cancerígenas, como eczema e psoríase.

No site da SBD, o tipo mais encontrado de carcinoma basocelular é o nódulo-ulcerativo, que se parece com uma pápula vermelha, brilhosa e com uma crosta central, que pode sangrar facilmente. Por isso, a indicação é procurar um especialista para tratar o problema o mais rápido possível.

VEJA MAIS