2019  © Copyright Noticiar.net

Reportagem e edição: Keuly Vianney

Arte: Hanna Teixeira

21/06/2019

Práticas de PNL, Coaching e Mindfulness podem ajudar no equilíbrio emocional e conhecimento de si mesmo

Nos últimos tempos, o ser humano tem se confrontado com inúmeros problemas que o impulsionam a buscar uma ferramenta fundamental para superar adversidades: o autoconhecimento. Somente com ele é possível alcançar o tão almejado equilíbrio emocional, seja na vida profissional ou pessoal.

Conhecer a si mesmo não é tarefa fácil. Grandes filósofos antes de Cristo já refletiam sobre o poder de se autoconhecer para garantir uma vida mais equilibrada. “Conhece-te a ti mesmo” é uma das famosas frases atribuídas ao grego Sócrates (469-399 a.C.), um dos fundadores da filosofia ocidental que influencia pensamentos e reflexões até hoje.

Depois dele, ainda seguiram a linha do autoconhecimento Platão (428/427-348/347 a.C.), Aristóteles (384-322 a.C.), Spinoza (1632-1677), Nietzsche (1844-1900), Freud (1856-1939), Sartre (1905-1980) e outros grandes pensadores.

Por isso, torna-se urgente se autoconhecer para evitar a influência de conflitos, preconceitos, intolerâncias, traumas, estresse, competição e outros aspectos negativos que levam ao desenvolvimento de doenças físicas e psíquicas modernas, como alteração de humor, ansiedade, depressão, transtornos alimentares, etc.

A boa noticia é que existem práticas que podem orientar essa caminhada e trazer benefícios para toda sua vida, como no caso da Programação Neurolinguística (PNL), Coaching e Mindfulness. Estas vivências estão disponíveis em Passos, com profissionais qualificados e estudiosos do assunto.

PNL e Coaching

Atuando há mais de 21 anos na área, José Osvaldo de Oliveira é mestre em PNL e Coach Integrativo Sistêmico. Já ministrou mais de 500 cursos de desenvolvimento pessoal e profissional com mais de 19 mil pessoas treinadas por todo Brasil. Sabe bem do que fala quando o tema é autoconhecimento.

Ouça áudio de José Osvaldo ao lado explicando como processos contribuem para o autoconhecimento. Para ele, o coaching só faz diferença quando é baseado em PNL.

“A base do autoconhecimento é a PNL, enquanto o coach dá suporte. A PNL ajuda a pessoa a se conhecer melhor, mais profundamente, como funcionam seus valores e crenças para descobrir os pontos fracos e como libertar-se deles. Só assim, se potencializam os pontos fortes na realização das metas”, explicou José Osvaldo.

O mestre em PNL considera que o autoconhecimento é base para todos os aspectos da vida, pois quanto mais a pessoa se conhece, melhor lida com suas emoções e os indivíduos à sua volta. Isso se estende a várias áreas: pessoal, profissional, educação dos filhos, relacionamentos, vida afetiva, liderança de equipes.

José Osvaldo - PNL e autoconhecimento
00:00 / 00:00

“O autoconhecimento é a base do grande líder. Não se concebe um grande líder sem autoconhecimento refinado. No caso dos relacionamentos, é certeza que o que gera conflitos é a falta de autoconhecimento”, disse. “Autoconhecer-se traz muitos benefícios. Quanto mais me conheço, há menos cobrança e consigo viver mais feliz comigo mesmo e com as pessoas que convivo”.

Com este conhecimento, o indivíduo também se transforma em agente de mudança do meio, ajudando na evolução de outras pessoas. O mestre em PNL considera que, atualmente, vive-se a era da espiritualidade, pois as pessoas percebem que conquistas externas não preenchem suas buscas. Muitas conquistam bens materiais, mas mantêm-se vazias.

“As pessoas estão vivendo um conflito existencial, sendo preciso descobrir sua missão na vida. E quem busca autoconhecimento tem mais facilidade de conquistar prosperidade e plenitude. Lembro que prosperidade é saber desfrutar de seus bens com o próximo e não se deixar escravizar por eles”, finalizou.

Serviço: José Osvaldo de Oliveira. Instituto Lapidar. Rua Madre Carmem Sales, 451, Passos (MG). Telefone: (35) 3521-7977. Whatsapp: (35) 99245-7977. Facebook: Instituto Lapidar. Instagram: @institutolapidar

Dois últimos livros lançados por José Osvaldo na linha do autoconhecimento: Mentalização Criativa (2016) e Jornada de um vencedor (2019); ele também já lançou Excelência Humana e Profissional e Manual de PNL (2008) / Foto: Reprodução

Mindfulness

Muito em voga, o Mindfulness é outra ferramenta que despontou para quem pretende investir no autoconhecimento. Em Passos, o nutricionista com especialização em psicanálise Ilídio Gontijo Silva descobriu o Mindfulness em 2018, quando participou de um curso de oito semanas com Victor Tapias em Ribeirão Preto (SP), referência nacional em Mindfulness. 

 

Neste ano, iniciou formação em Mindfulness pelo Centro Mente Aberta, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Como bailarino profissional, pratica yoga há 25 anos, medita e já estudou os benefícios psíquicos e o bem-estar das atividades corporais. 

Ilídio Silva - Mindfulness
00:00 / 00:00

Ouça ao lado áudio em que Ilídio explica sobre a prática e seus benefícios.

A origem do Mindfulness remonta às práticas budistas há mais de 2.500 anos, mas no final da década de 1970 começou a ser pesquisada como prática terapêutica na Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, desconsiderando o aspecto religioso.

No Brasil, popularizou-se nos anos 2000. Hoje, famosos são adeptos do Mindfulness, como a modelo brasileira Gisele Bundchen e o ex-presidente americano Barack Obama.

“Uma das propostas é estar consciente da experiência no momento presente. A partir daí, você percebe melhor seu estado emocional, padrões de pensamento, gatilhos de reatividade, sensibilidade corporal, tanto no aspecto positivo como negativo”, disse Ilídio.

Conforme ele, o Mindfulness é o tipo de atividade que se leva para toda vida, pois ensina técnicas que oferecem autoconhecimento e consciência corporal, como meditações guiadas e exercícios de propriocepção.

Essas técnicas aguçam os sentidos, enriquecem a experiência e focam no presente. “Pesquisas de Harvard afirmam que 47% do tempo não estamos presentes no que fazemos. Com mais atenção, aprendemos a lidar com desafios, situações difíceis, aversões e problemas que incomodam”, afirma.

Para os iniciantes, as práticas meditativas  devem ser de 5 a 10 minutos e, depois, aumentam progressivamente. O próprio Ilídio chega a atividades diárias de até 1 hora. Porém, pode-se manter a consciência presente em vários momentos do dia, como na hora de alimentar-se, caminhar, dirigir, percebendo o ambiente e sons.

Ilídio lembra que, com avanço das pesquisas, foram desenvolvidas práticas de Mindfulness específicas, como Mindful eating (aborda relação com alimentos e transtornos alimentares); Mindful based MBRP (prevenção de recaídas em vícios) e Mindful based cognitive therapy (para tratamento de depressão).

“Ensinar sobre Mindfulness é uma responsabilidade muito grande do instrutor, porque trata o ser humano e algumas pessoas podem estar numa fase delicada da vida. É preciso muito cuidado no manejo do grupo para não desvirtuar a essência da prática e a busca do autoconhecimento”, orientou o instrutor.

Serviço: Ilídio Gontijo Silva, instrutor de Mindfulness. Escola Passos de Dança. Rua Dois de Novembro, 293, Passos (MG). Telefone: (35) 3521-5995. Whatsapp: (35) 99185-2297. Facebook: Ilídio Gontijo. Instagram: @ilidiogontijo

Ilídio Gontijo no VI International Meeting on Mindfulness, que ocorreu neste mês em São Paulo, com grandes nomes mundiais vindos da Inglaterra, Estados Unidos, Itália, Espanha e Brasil / Foto: Divulgação

Jerônimo Netto

Criminalidade

Restauração

Profissionais afirmam que muitas famílias mineiras estão restaurando peças antigas

Os 125 anos de nascimento do pintor trazem à tona sua importância artística e cultural

Pela primeira vez, é produzido um Mapa Virtual da Criminalidade em Passos