BEM-ESTAR

Fresh Produce

Carne cara? Substitua

com dicas de nutricionista

Texto: Keuly Vianney

n.noticiar@gmail.com

17/09/2021

whats-logo.png

Alimento essencial, a carne vermelha tem desaparecido do prato do brasileiro. Nos 12 últimos meses, a alta foi de 34%, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) agora em setembro, obrigando muitas famílias até consumirem carnes bem mais baratas, como “sopa de osso” ou pés de galinha. Por isso, o Noticiar.net procurou uma nutricionista para orientar como substituir essa importante fonte de proteínas nas refeições.

A boa notícia é que isso é possível, sem perder a qualidade nutricional. “Substituir a carne não é difícil, sendo necessário variar mais ainda o cardápio e inovar nas preparações. Para quem não quer deixar de consumir carne, a alternativa é substituir a carne bovina pela suína, frango e peixes”, diz a nutricionista de produção Lais Lemos Pereira, de Passos, lembrando que estas carnes estão mais em conta.

Já quem deseja substituir a carne e manter uma qualidade nutricional da alimentação há várias alternativas, como indica a nutricionista. A primeira delas é o ovo, seguido das oleaginosas, como avelã, amêndoas, nozes, castanhas de caju e do Pará.

Para quem gosta de verduras, é uma boa oportunidade para consumir mais folhas escuras, leguminosas como grão de bico, lentilha e ervilha. A nutricionista ainda recomenda que a substituição da carne ainda passe pela proteína de soja; cereais, como arroz, centeio, quinoa, trigo e aveia; sementes de chia; gergelim, girassol e linhaça; e cogumelos.

Batendo ovos

Ovos são bons substitutos da carne, pois contêm proteína da clara e servem para várias receitas

“O ideal é a combinação dos alimentos citados anteriormente e manter uma alimentação variada para que não haja comprometimento das necessidades nutricionais, além de não ter uma alimentação enjoativa”, lembra Lais.

Apesar do consumidor assustar com o quilo da carne, há outros alimentos com alta de preços, pois o mundo vive uma crise que reflete diretamente na alimentação da população. Por isso, é importante adotar algumas regras de economia na cozinha.

legumes

Comer alimentos da estação é essencial para dieta saudável, além de economizar

“É fundamental que as pessoas consumam os alimentos da estação, comprem somente o que for consumir, aproveitem o alimento integralmente, pesquisem preços e fiquem de olho em promoções. Se a pessoa tiver dificuldades na alimentação, é sempre importante o acompanhamento de nutricionista para um planejamento adequado de reeducação alimentar”, orienta Lais.

Entre os meses de setembro e outubro, os principais alimentos da estação são acerola, couve-flor, maçã, mexerica, rabanete, brócolis, alho poró, espinafre, almeirão, rúcula, dentre outros.

VEJA MAIS